zonnestraal_sanatorium_11

Sanatório Zonnestraal, Hilversum, Holanda


Aos poucos começa a recuperação de importantes edifícios do movimento moderno, que estavam abandonados ou extremamente deteriorados, como é o caso de edifício onde funcionou o sanatório de tuberculosos na Holanda, o Sanatorium Zonnestraal (traduz-se como Raio de Sol), projetado por Jan Duiker (1890-1935) e localizado nas proximidades da cidade de Hilversun.

A restauração e reabilitação do edifício foi realizada pelos escritórios Bierman Henket architecten e Wessel de Jonge architecten, que foram contemplados com o premio Knoll Modernisme Prize, de 2010,  concedido pelo Fundo de Monumentos Mundiais  (The World Monuments Fund), da UNESCO.

O antigo sanatório é um monumento holandês de significado mundial e é internacionalmente reconhecido como um icon do Nieuwe Bouwen School, o braço holandês do Movimento Moderno Internacional.

Projetado em 1925, pelos arquitetos holandeses Jan Duiker e Bernard Bijvoet, é considerado uma das preciosidades da arquitetura do século 20.

O edifício principal e o Pavilhão Henri ter Meulen foram construídos em 1928, enquanto que o Pavilhão Dresselhuys é de 1931. O edifício principal continha os locais de tratamento, diagnose e de convivência, enquanto que os pavilhões serviam de moradias aos doentes.

O sanatório funcionou até 1957, e serviu somente como hospital até 1993. Hoje o edifício principal contém diversos serviços de saúde, e os pavilhões ainda estão em processo de restauração.

Os brancos edifícios foram construído em concreto, aço e vidro, e ao serem inaugurados havia uma expectativa de que seriam utilizados por pouco tempo.

No final dos anos 60, o complexo começou a mostrar sinais de ruina. A restauração, supervisionada pelos arquitetos Hubert-Jan Henket e Wessel de Jonge, terminou em 2009, e foi o fim de 4 décadas de pesquisa e planejamento. A batalha pelo reconhecimento da importância arquitetônica do edifício e da necessidade de sua restauração parece um filme de suspense, mas também se constitui como um dossiê crítico de boas práticas na gestão de monumentos modernos.

Ainda que fosse muito conhecida quando foi construída, os edifícios foram abandonados e quase desapareceram pela vegetação do seu entorno. Alguns trechos do complexo de  3 edifícios foram quase completamente destruídas, e por isso algumas partes do sanatório tiveram que ser meticulosamente reconstruída, incluindo alguns elementos industriais, que não são mais fabricados, e que tiveram que ser refeitos artesanalmente.

O Sanatório Zonnestraal estava realmente em péssimas condições antes da restauração.

E os esforços para sua restauração foram descritos com “heróicos” pelo World Monuments Fund.

“O premio reconhece projetos que são completados através de esforços heróicos”, disse Henry Ng, o vice-presidente do WoWorld Monuments Fund.

Os projetos inscritos são avaliados por sua importância arquitetônica, o quanto são urgentes, e o sucesso e viabilidade da solução adotada. De acordo com Ng, os arquitetos fizeram uma cuidadosa restauração, ao mesmo tempo em que a adaptavam as estratégias do Fundo, o que permite que o projeto tem longa permanência.

“Eles desenvolveram soluções práticas e sustentáveis, dentro do que era possível pelo programa do edifício”, ele disse.

O prêmio foi decidido por uma ilustre galeria de jurados. Entre eles estavam
Kenneth Frampton, professor de Arquitetura na Columbia University, Jean-Louis Cohen, Sheldon H. Solow professor de História de Araquitetura na New York University; Theo Prudon, presidente do Docomomo dos EUA.

Um livro sobre o processo de restauração está sendo publicado agora em Novembro. Veja abaixo os dados da publicação:

Paul Meurs and Marie-Thérèse van Thoor (eds.)

Zonnestraal Sanatorium
The History and Restoration of a Modern Monument

Landgoed Zonnestraal and Delft University of Technology, Department ®MIT

One thought on “Sanatório Zonnestraal, Hilversum, Holanda

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s