astrea_01x1

Arquitetura Moderna/Modern Architecture – Itália/Italy


Um arquiteto italiano moderno, Luigi Moretti (1907/1973), pouco conhecido por aqui, desenvolveu uma arquitetura antes de 1945 identificada com o “racionalismo italiano” e posteriormente em seus edifícios reintepretou a arquitetura moderna.

Um desses projetos é o edifício residencial “Girassol” em Roma que exerceu uma forte influência na Europa, e em especial na Catalunha espanhola.

Mas o edifício aqui apresentado é outro. Projetado e construído na mesma época do “Girassol” (1947/51), é uma proposta para habitação social para a Cooperativa Astrea, construído no bairro de Monteverde, em Roma. É um fantástico exemplo de como tirar partido de um lote estreito e com insolação não adequada.

One of the modern Italian architect, not really famous in Brazil, was Luigi Moretti (1907/1973) who pre-1945 designs was part of the “Italian Rationalism”. After the war his design re-visioned the modern architecture.

One of these designs is the Girassol courtyard in Roma that have strong influence in European, mainly in Catalonia, Span.

But the building I intend to publish here is a social dwelling courtyard for Astrea Cooperative, in Monteverde, Rome. It was built between 1947-51. Moretti showed how to do a good design in a short plot without good sunlight orientation.

Edifício Astrea

photo on Housing Prototypes

O edíficio tem 24 moradias de 2 dormitórios em 6 pavimentos, e foi construído com estrutura independente e fechamento em alvenaria de tijolos. O movimento das fachadas, conseguido com a projeção das lajes, visa garantir uma adequada iluminação aos apartamentos.

This building is an example of the type of small apartment buildings that were being designed by many young architects in different parts of Rome in the years immediately following World War II. Treating the building as freestanding element provided for enough space between buildings to get light into rooms at the side. At first glance, Astrea fits the conventions of the palazzo typology; strong centripetal organization, several floors in height in a piano nobile arrangement, with a principle façade facing the street. Essentially, two 6-story blocks, each with a stair and two small 2 bedroom flats per floor, have been siamesed together and expressed as single building.

photo on Housing Prototypes

Essa experimentação de soluções de fachadas, que alguns críticos consideram ser uma recriação do palácio renascentista italiano, foi desenvolvido também no edifício Girassol. Esses edifícios marcam uma transição entre a arquitetura moderna e sua crítica, são parte desse contexto na Itália, o que desenbocaria no que ficou conhecido como pós-modernismo e descontrutivismo.

Moretti continued these façade experiments the following year with the design of Il Girasole, another palazzino in Parioli. These two building mark one of most creative efforts to combine modernist attitudes with traditional values and both of these buildings anticipate an emerging reaction to the sterile formulas of much Modernist building and housing and are thus the predecessors of both post-modern and deconstructivist and tendencies.

photo on Housing Prototypes

photo on Housing Prototypes

planta do 3º pavimento/ 3th floor
photo on Housing Prototypes

4 pensamentos sobre “Arquitetura Moderna/Modern Architecture – Itália/Italy

  1. Grata pelos elogios Veronica. Espero continuar produzindo coisas que vc ache interessante.

  2. Cecília eu vi escrito o email mas fiquei confusa,achei diferente,eu estive olhando os sites que me passou realmente são maravilhosos mas está tudo em inglês,e realmente isso é complicado para mim ainda, precisaria saber os materiais usados,os de espanhol eu até tenho como ler.
    muito obrigada pela atenção,seu blog está nos meus favoritos eu vi e me apaixonei,tem muitas coisas inteligentes….abraços

  3. Verônica meu email está no blog, logo abaixo da minha foto.
    Quanto à habitação popular tem muita coisa para pesquisar, tanto na internet como em livros. Mas tem muita pouca coisa em português. Em inglês tem o Housing Prototypes, por exemplo, link nos meus favoritos. Os britânicos tem uma produção fantástica após 1945, que você encontra no site do RIBA. Em espanhol tem o trabalho de Barcelona – pesquise ajuntament de barcelona obra pública. Tem também os trabalhos das cooperativas do Uruguai na década de 1970. Em italiano e espanhol tem o trabalho do Centro Histórico de Bologna, de Pier Luigi Cervellatti – um clássico, e tem uma edição em espanhol da Gustavo Gili, talvez vc ache num sebo.E em português me vêm assim de pronto o trabalho na Prefeitura de Lisboa de Nuno Portas, o livro do Carlos Nelson dos Santos “Quando a rua vira casa”, o do Nabil Bonduki “Origens da Habitação Social no Brasil” e o da Maria Ruth Amaral de Sampaio “A promoção privada de Habitação Econômica – a Arquitetura Moderna”. Mas querendo podemos conversar mais por email. e obrigada por visitar o blog. Abraços, Cecilia

  4. Olá Cecília
    adorei essas publicações, gostaria de obter mais informações sobre habitação,pois faço arquitetura e essa é uma área que me interessa muito,e estou sem referências….se puder me passar seu email…desde já te agradeço
    abraços

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s