mersey-interior

Arquitetura Contemporânea/ Contemporary Architecture – Liverpool


O concurso de projeto internacional para a construção do Observatório Mersey em Liverpool foi ganho por Duggan Morris Architects, com um projeto de uma torre e um edifício circular, ou com o projeto de “uma luminária e uma tijela” . A competição foi realizada pelo RIBA-Royal Institute of British Architects, e o projeto vencedor tem um caráter futurista lembrando-nos os propósitos da era espacial.
Colocado ao longo do Rio Mersey, e tendo como objetivo revitalizar a área, a estrutura vai substituir uma obsoleta torre de radar.

The winning design from the Mersey Observatory design competition is the Duggan Morris Architects‘ design, with their “lamp and bowl design”. This futuristic architectural design is shortlisted in an international contest was launched by RIBA – Royal Institute of British Architects, to create a new observatory in Liverpool, England, reminding us that space-age proposals have a great way of stirring the imagination. Charged with reinventing the Mersey riverbank, Duggan Morris Architects‘ structure will supplant an obsolete radar tower.

O projeto do observatório é composto por dois elementos, uma local para eventos (a tijela) e a torre de observação sempre iluminada (a luminária) de 50 m de altura, que pretende oferecer uma imagem de um farol cultural. O espaço entre os dois edifícios também foi planejado, e é tão importante quanto os próprios edifícios.

The plan for Duggan Morris’ observatory is composed of two elements – an event accommodating “bowl” and a daylight suffused “lamp” 50 meters high, that will act as an observatory as well as a cultural beacon.Like a still life or Helvetica type, the space between the two objects is every bit as important as the objects themselves.

A parte externa da torre será construída com esquadrias de aço e fechamento em vidro e contornará um espaço central, o “coração” da torre. Sua estrutura será formada por faixas e ligamentos de concreto, e os arquitetos pretendem incorporar a ela um material luminescente fazendo com que a torre brilhe sem a necessidade de ser artificialmente iluminada.

The tower’s svelte exterior will be constructed of sheets of steel-supported glass that are spun around a central core. Concrete “ribs” and “ligaments” offer support, and the team intends to incorporate a photo-luminescent material into the structure, “enabling it to glow without the need for artificial lighting.

O website do Observatório Mersey informou que “os arquitetos chegaram ao limite possível para evitar um gasto de energia desnecessário pelo edifício da torre. Em termos de energia, eles utilizarão na área de visitação todos recursos disponíveis para conservação de energia. Eles mencionaram o potencial energético das ondas do mar e a possibilidade de fazer com que os elevadores sejam movidos usando a força da água. Duggan Morris sugeriu que a iluminação da “luminária” seja difusa, de forma a não interferir com o meio ambiente do entorno, que é uma reserva natural”.

The Mersey Observatory website states that “the team have tried to limit the power requirements in the tower as much as possible. In terms of energy, they would use as many sustainable energy sources as possible in the visitor centre. Again they’ve mentioned the potential for tidal power, and the possibility for using water to power lifts. Duggan Morris suggest a subtle amount of light in the ‘lamp’, so as not to interfere with the nature reserve”.

Leia mais em Inhabitat (em inglês)/ Read more on Inhabitat (in English)

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s