austin-small

15 cidades “verdes” / 15 Green Cities


O website Grist enumera 15 cidades que são consideradas “verdes” pelos frequentadores do site. Eles consideram que elas não são realmente os lugares mais verdes do mundo e que algumas delas precisam fazer muito para chegar a serem consideradas sustentáveis. Mas todas, segundo eles, vêm fazendo o possível para se tornar “eco-amigas”, fazendo com que seus habitantes vivam melhor e tenham uma vida mais “verde”.
Estou re-publicando-as em português. Para ver outras listas de “15 alguma coisa” vá ao website Grist clicando aqui.
The Grist website shows 15 cities there are considered “green” from the website visitors. The website authors think that these metropolises aren’t literally the greenest places on earth, and some still have a long way to go down the path to sustainability. But all of the cities on this list, according they, deserve recognition for making impressive strides toward eco-friendliness, helping their many millions of residents live better, greener lives.
I’m re-posting them in Portuguese. To see that list in English go here. To see other lists of “15 something” go to the Grist website hitting here.

1. Reykjavi, Islândia

A Islândia fez nos últimos anos muitas conquistas para tornar sua capital, Reykjavi, uma cidade “verde”. Colocou-se ônibus movidos a hidrogênio e o aquecimento dos edifícios e a energia elétrica vêm integralmente de recursos geotérmicos e hidroelétricos. A meta é que a cidade em 2050 não utilize mais qualquer combustível fóssil.

2. Portland, Oregon, U.S.

A abordagem do planejamento urbano e criação de áreas livres que a chamada “cidade das rosas” faz com que ela esteja no alto de todas as listas dos lugares mais “verdes” para viver. Portland é a primeira cidade americana a ter um plano abrangente transformado em lei para reduzir as emissões de CO2 e tem recomendado de forma agressiva que os edifícios busquem iniciativas para se tornar ambientalmente adequados. Ela também desenvolve um sistema abrangente de transporte, com linhas de trem eletrificadas, ônibus e ciclovias que ajude a manter os carros fora das ruas, além de ter cerca de 37.300 ha de áreas verdes e 119 km de trilhas para corrida ou andar de bicicleta.

3. Curitiba, Paraná, Brazil

Curitiba é a única cidade brasileira da lista. E ela consegue isso por ter uma sistema de transporte público considerado um dos melhores do mundo, além dos seus parques municipais. Cerca de 3/4 dos habitantes usam o transporte público e ela tem um pouco mais de 53 m² de área verde por habitante.

4. Malmö, Suécia

Conhecida por suas áreas verdes e parques, a terceira maior cidade da Suécia é um modelo de desenvolvimento auto-sustentável. Com o objetivo de fazer uma cidade ecológica (ekostaden), vários bairros foram transformados usando projetos inovadores e foram planejados para terem mais sociabilidade, meio ambiente protegido e responsabilidade econômica.

5. Vancouver, British Columbia, Canada

Tendo 90% de sua energia advinda de recursos renováveis, a maior cidade da British Columbia assumiu a liderança no uso de energia hidroelétrica e está agora fazendo planos para usar energia eólica, solar, do vento e das ondas do mar para reduzir significativamente o uso de combustíveis fósseis. A área metropolitana tem 200 parques e cerca de 30 km de costa, e desenvolveu um plano para um período de 100 anos que garanta a sustentabilidade.

6. Copenhague, Dinamarca

Com uma grande “plantação” de moinhos de vento em sua costa marítima e com um grande número de pessoas utilizando a bicicleta como meio de transporte, Copenhague pode ser considerada um “sonho em sustentabilidade”. Em 2007 ela ganhou o prêmio Melhor Gestão Ambiental Européia por ter seus cursos d’água e canais sem poluição e por estar implementando um plano de longo prazo ambiental.

7. Londres, Inglaterra
Quando o prefeito da cidade apresentou o Plano de Ação da Mudança Climática em fevereiro de 2007, este foi somente o mais recente passo em sua missão de transformar a cidade na mais “verde” do mundo. O plano prevê que 25% da energia elétrica será gerada localmente, que o uso de recursos naturais seja mais eficiente, que a emissão de CO2 seja diminuida em 60% nos próximos 20 anos, além de ter oferecido incentivos aos moradores para usar de forma mais eficiente a energia em suas casas. A cidade também criou taxas pesadas para o uso do transporte individual para diminuir o congestionamento na área central da cidade, e isentando delas veículos movidos a energia elétrica ou híbridos.
8. San Francisco, California, U.S.
Aproximadamente metado dos moradores usam transporte público ou caminham ou usam bicicletas todos os dias, e a cidade tem mais de 17% do seu território com parques e áreas verdes. São Francisco também liderou a criação de edifícios “verdes”, com mais de 70 patentes de projetos registradas. Em 2001, a cidade aprovou a destinação de 100 milhões de dólares para financiar a colocação de aquecimento solar, melhorar a eficiência no uso de energia e utilizar energia eólica nos edifícios públicos e comunitários. A cidade também aboliu as sacolas de plástico e brinquedos de plástico que utilizem produtos químicos cuja segurança é questionada.

9. Bahía de Caráquez, Equador

Após ter sofrido sérios danos por causas naturais no final dos anos 90, a administração da cidade e as organizações não-governamentais fizeram planos para que a reconstrução da cidade se desse de maneira ambientalmente adequada. Declarada “Cidade Ecológica” em 1999, desde essa época estão sendo desenvolvidos programas para proteger a biodiversidade, revegetar áreas e controlar a erosão. A cidade também começou a fazer a compostagem do lixo orgânico de mercados públicos e atacadistas e dar apoio à agricultura orgânica e a áquacultura.

10. Sydney, Austrália

O país foi o primeiro a retirar das escolas as lâmpadas de bulbo, mas os moradores foram mais longe em sua preocupação com o meio ambiente quando fizeram um blackout de uma hora para chamar a atenção para o aquecimento da Terra. Adicionando isso as pesquisas que realizam para neutralizar o efeito do gás carbônico, um programa inovador para disposição final de lixo orgânico e o Programa “Green Square“, ela está a caminho de se tornar uma das mais ambientalmente sustentáveis.

11. Barcelona, Espanha

Ela está nessa lista pelo fato de que 37% das viagens são feitas a pé, por promover a utilização de energia solar, e por estratégias de estacionamento inovadoras. Foi realizado um plano de renovação urbana que inclui medidas para diminuir a pobreza e aumentar o investimento em áreas desfavorecidas.

12. Bogotá, Colombia

Numa cidade conhecida pelos altos índices de criminalidade e pela existência de numerosas favelas, foi a luta contra o uso de automóveis que ajudou a fazê-la umas das cidades mais acessíveis e sustentáveis do Hemisfério Ocidental. Henrique Penãlosa, que foi prefeito de 1998 a 2001, usou esse tempo para criar um sistema de transporte por ônibus muito eficiente, além de ter concertado calçadas, ter construído mais de 280 km de ciclovias além de ter revitalizado 1.200 áreas verdes da cidade. A restrição de uso do carro em horários do rush diminuiu 40% do congestionamento em horário de pico. A cidade também iniciou um programa anual “de um dia sem carro”, e sua meta é eliminar completamente o uso do transporte individual no horário do rush em 2015.

13. Bangkok, Tailândia

Conhecida por sua poluição do ar a cidade faz planos para um melhor futuro. Recentemente foi anunciado um plano estratégico com 5 anos de duração, que inclui a reciclagem do óleo de cozinha para transformá-lo em biodiesel, a redução de emissão de gás carbônico pelos carros e tornar os edifícios mais eficientes no uso de energia. A cidade também conseguiu grande progresso na diminuição da poluição do ar, ainda que esta continue alta.

14. Kampala, Uganda

Esta cidade está vencendo os desafios que encontram muitas cidades em países em desenvolvimento. Assentada sobre 7 montanhas, Kampala orgulha-se de suas belas cercanias, mas ainda lamenta suas áreas de pobreza e sua poluição. Frente ao “problema” de haver áreas de agricultura no interior da cidade, ela aprovou uma série de leis que ampararam a agricultura urbana e que revolucionaram o sistema de alimentação local e o nacional. Isso levou ao governo do país a implementar um programa de agricultura urbana. A cidade tem agora planos de remover taxis das ruas, de estabelecer uma taxação sobre o congestionamento de veículos e introduzir um abrangente sistema de transporte urbano por ônibus.

15. Austin, Texas, U.S.

Austin tornou-se o centro norte-americano n.º 1 em manufatura de energia solar, e a empresa local, a Austin Energy, mostrou que a utilização de energia solar pode ser utilizada em todo o Texas. A cidade está a caminho de obter 20% de suas necessidades de eletricidade com o uso de recursos renováveis, e o prazo para que isso aconteça é 2.020. Austin também tem 15% de seu território formado por parques e áreas livres, conseguiu implantar 51 km de ciclovias.

36 pensamentos sobre “15 cidades “verdes” / 15 Green Cities

  1. Sou da área de desenvolvimento de sistemas mas me interesso pelo assunto. Muito bom o artigo ! Continue trazendo exemplos aplicaveis

  2. Gostaria de receber mais informaçoes do assunto uma vez que existe disponível uma área de aprox. 2 milhoes d metros quadrados no estado do RJ/Brasil onde pretendemos a criaçao de um imenso bairro verde, em conceito individual e coletivo, proporicionando realmente o máximo possível de autosustentabilidade, nao só em qualidade de vida, bem como um fundo distributivo em dividendos aos cidadaos que nesta área residir…oriundos de recitas geradas a partir do potencial economico a ser criado…Grato e Parabéns!

  3. Poderia ter sido melhor se tivesse postado o pulmão do mundo, que está localizado no Estado do Amazonas em Manaus, aqui sim mais Green City.
    By espero ter ajudado.

  4. Adorei o seu artigo. Muito obrigado pelo excelente trabalho de recolha de imagens e de tradução. Vinha pedir-lhe também que mo enviasse por e-mail, se fosse possível.

    Muito obrigado.

  5. Guilherme não tenho a matéria em pdf ou doc, ela voi composta direto no blog. Mas você pode copiar e colar no word, por exemplo, e aí poderá usar. Cite a fonte, por favor.

  6. boa tarde!
    cecilia,
    seria possivel você me enviar algun site que contenha informação de copenhagen pois estou fazendo um seminario sobre a cidade e tenho pouca informação da mesma.
    se pode me ajudar te agradeceria.

    atenciosamente

    adriana passos

  7. Olá Cecilia gostaria te te perguntar se poderia me enviar uma cópia para uso escolar.

  8. Confeso que foi uma surpresa ver curitiba entre tantas capitais conhecidos pelo belo planejamento arboristico, como a capital da islandia e dinamarca. É muito orgulhante ver que alguma cidade no brasil foi feita com planejamento, Vlw pelo blog…

  9. manaus devia ser a primeira
    e todas as cidades de amazonas site mais mal informado patrimonio nacional

  10. não conheço ainda mais ja ouvi falar de austin que é uma cdade encrivel pra si viver… espero em dia conheçer pessualmente .

  11. Parabéns!!!!!!!!!!!. Pelo site das cidades ´´verdes´´ é muito bom
    serve até ´para trabalhar em ciências é muito bom
    os testos que tem aqui .Ates eu não sabia que tinha
    esse site só foi só um trabalhozinho que eu vi este site
    agora vou visitar senpre agui é deixar um recado
    beijos até a proxima vez!!!!!!!!!!!!!!!!

    OBRIGADO[…]

  12. Ola
    Parabens pelo site é o mais lindo que ja vi!
    Sou arquiteto e professor de noçoes de arquitetura e urbanismo no curso de engenharia civil na puc poços de caldas.
    Gostaria se possivel que voce me enviasse uma cópia PDF deste artigo
    abraços

    obrigado

  13. Muito bom esse site!!! Parabéns pela iniciativa, a prática dos princípios sustentáveis ainda é algo muito novo no Brasil, mas aos poucos o movimento cresce e se fortalece nas universidades.
    Vamos continuar incentivando a produção de novas idéias sustentáveis.

  14. Conheci Curitiba,realmente e “bem Verde, mas conheco cidades no sul do Brasil, que deixam Curitiba bem para tras, por ex. a cidade de Cianorte no Pr, e pequena mas sempre houve uma preocupacao com o verde, eles ainda tem o cinturao verde, tem tantas arvores, que algumas ruas chegam a cheirar mofo, Londrina foi criada uma lei que todo a area calcada de dentro dos quintais, tem que ser removida, eles comecaram a ter enchentes, tem que deixar na terra, outro exemplo e a cidade de Itajai em SC, apesar das catrastofes com enchentes, nao tem construcoes nos morros, e eles acabam sofrendo com a acao das cidades vizinhas, quem nao recicla o lixo la, paga uma nota de coleta de lixo, isto faz com que os moradores separe todo o lixo ou pague pelo descuido, acho que o Brasileiro se preocupa muito com o verde, ja morei fora do Brasil, e no verao era terrivel, pois arvores tinha muito pouco e nada como ficar na sombra de uma no verao…..abs

  15. Júnior envie-me então as que você achar adequadas pelo email que conta no site. Abçs

  16. Bela informação, sou morador de Curitiba há 18 anos, vi a cidade progredir nesse aspecto, graças a algumas administrações que tivemos. Só nao concordo com a foto, é muito antiga e se quiserem mudar eu tenho fotos belíssimas da cidade para ser colocada… Abraços

  17. Parece-me que em última análise tudo depende da conscientização da população, já que, pelos menos no Brasil, os programas de urbanizzação sempre tomam o caminho errado, que é o de facilitar o trânsito e dar absoluta prioridade ao automóvel. Vejo aqui em Campinas como se sucedem os cortes de árvores e o abandono das praças. Há um consenso não verbalizado de que as árvores dão “um aspecto caipira” à cidade, que quer ser vista como “uma metrópole”. E é uma pena, porque justamente o que poderia elevar o conceito de Campinas, até internacionalmente, seria a preservação das (felizmente) ainda abundantes áreas verdes, de seu parques e praças, e a proibição, sob ameaça de pesadas multas, ao corte de árvores, sobretudo com o intuito de facilitar “estacionamento”.

  18. Clemente,

    Estou contente pelo seu trabalho.
    Parabéns pela persistente batalha ideal.
    Grande Mestre Ambientalista.

    Vera Rocha Cruz

  19. Afonso em especial esse post tem tido muita divulgação, muita gente acessa e muita gente pede autorização para divulgar em salas de aula, workshops, etc. Acho que estamos criando uma mentalidade pró-vida, que começa com a reprodução do euzinho aqui mas acaba se ligando e chegando à reprodução/renovação do planeta. Mas ainda não é, na minha opinião, uma nova cultura.

  20. Oi
    Cecília.

    Seu blog está lindo. Parabéns por sua dedicação e pelo cuidado que tens com o que fazes, deve dar uma trabalhão, não?

    Parece-me que está havendo uma onda boa de ocupação das pessoas pelas questões ecológicas você acha que já dá para falar em uma nova cultura?

    Será que as pessoas estão despertando para a necessidade de um outro padrão de consumo ou ainda é um “assustei geral” sem ligar consequências às causas”.

    afonso

  21. Noossa as cities são lindas,mais a mais bela é a nossa queida Curitiba,parabéns a vocês que fizeram essa materia !!!

  22. to zuando gostei muito mesmo de sua materia esta me ajudando com meu trabelho e gostei tambem do jeito de vcs de fazer coisas tão espetacular assim muito obrigada …

  23. esse site me ajudou muito nas minhas liçoes e trabalhos recomedo para tds ok um bjs…. yasmin

  24. Eu moro em Curitiba,gosto muito dos parques,dos museus,das pessoas que moram aqui,do frio…
    Não sei se voce conhece Curitiba,mas ela estará
    sempre de abraços abertos para te receber.

    Parabéns pela matéria.

  25. Gostei muito desta matéria e do seu Blog, vou ministrar uma disciplina sobre Cidades Sustentáveis em Florianópolis (MBA), poderia me enviar o artigo na íntegra para usá-lo em sala?
    Aproveitarei estas maravilhosas imagens para ilustrar meu ppt.

    Abraço e parabéns
    Denize

  26. Achei muito interessante sua materia e concordo com todas as 14 menos Londres que acho cinzenta e não verde.Infelizmente aqui em Brasil apenas Curitiba merece esse destaque.até qlq hora agradeço a linda matéria e mande sempre novidades.

  27. Clemente obrigado por visitar o site e pelos elogios. Estou enviando a cópia que você solicitou para seu email.

  28. Prezada Cecília Lucchese,

    Gostaria de saber se é possível conseguir uma cópia em PDF do artigo acima. Sou professor de Gestão e Planejamento Ambiental da Universidade de Pernambuco e Diretor de Projetos do Instituto BiomaBrasil, entidade sem fins lucrativos sediada em Recife. Trabalhei como Gerente de Meio Ambiento do Projeto Recife-Olinda, de reqüalificação urbana e ambiental da orla entre Recife e Olinda, entre 2004 e 2006.
    Aproveito para parabenizar o excelente Blog!
    Saudações,

    Clemente Coelho Junior

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s