zoneamento-small

Novo Urbanismo em Charleston – USA / New Urbanism in Charleston


vista aérea da área central de Charleston/ aerie view of Charleston downtown

Para a área central de Charleston, Carolina do Sul, EUA, foi realizado um plano urbanístico em 1999, de acordo com as recomendações do Novo Urbanismo. O plano foi realizado por Ken Greenberg e Andrea Gabor, do Urban Strategies, e é um plano para os próximos 20 anos. Seu objeto é uma das mais amadas cidades históricas americanas. Conseguir um equilibrío entre o turismo que a cidade antiga atrai e o desenvolvimento da moderna Charleston foi um grande desafio. O plano estabeleceu parâmetros para guiar o futuro desenvolvimento da cidade, prevendo investimentos publicos e privados. Mas não é um documento regulatório e sim dá um panorama geral onde decisões individuais podem ser tomadas. Neste sentido, o plano pretende encorajar flexibilidade e criatividade ao invés de prescrever uma formato para esse desenvolvimento.

For Charleston downtown, South Carolina, US, was made a urban plan in 1999, in accordance of New Urbanism prescriptions. The plan was produced by Ken Greenberg and Andrea Gabor of Urban Strategies and is a plan for the next twenty years. Its subject is one of the most cherished historic American cities. Balancing tourism of the old city with the development of contemporary Charleston has been the largest challenge. The plan establishes parameters to guide future development, anticipating both private and public investment. Rather than being a regulatory document, the Downtown Plan provides an interpretative framework within which individual decisions can be made. In this way, the plan intends to foster flexibility and creativity rather than prescribe form.

Na legenda acima o primeiro quadrado mostra as áreas de transição, o segundo as áreas de desenvolvimeto, o terceiro os corredores que devem ser mantidos como são e finalmente o quarto os bairros que também não devem ser modificados.

área de desenvolvimento/ development area

área de transição/ transition area

área a ser mantida/ stable area

As principais áreas de intervenção são parte do corredor viário central (Upper King/Meeting corridor), o trecho à direita que confronta com o rio (Upper Concord) e a thecho à esquerda (Upper Lockwood).

The main intervention areas are part of the central transit corridor (Upper King/ Meeting corridor), in the right the part in the river coast (Upper Concord) and in the left the Upper Lockwood.

os corredores viários/ the transit corridors

The Upper King will be strengthened with improve transit and infill development. Along the corridors, central and transversal, will be redeveloped with dense and continuous low to mid-rise structures.

O Upper King será fortalecido através da melhoria do trânsito e aumento do desenvolvimento. Ao longo dos corredores, central e transversais, deverá ser reforçada uma ocupação densa em renque e de altura mediana.

O bairro de Upper Concord e o Cais Union deverão abrigar principalmente novas habitações e empregos na área de serviços, com um número significativo de áreas verdes. O Upper Lockwood deverá principalmente abrigar novos usos econômicos, como sedes de corporações, pesquisa e desenvolvimento de alta tecnologia.

The Upper Concord neighborhood and Union Pier will mostly contain new housing and office employment opportunities with significant new open spaces. Upper Lockwood will contain new employment uses such as corporate headquarters and high tech research and development.

Zoneamento / Zoning

Nos trechos em amarelos deverá predominar o uso residencial e nos vermelhos o uso misto comercial.

In the yellow colored place will be primarily residential uses and in the red one primarily mixed-use commercial.

Upper Lockwood deverá ser transformada em uma orla atrativa, através da implantação de paisagismo e novas facilidades para o pedestre. Dessa forma, a estrada que agora separa a cidade do rio deverá se tornar um local que une os bairros.

Zoneamento do Upper Lockwood/ Upper Lockwood Zoning

Upper Lookwood would be transformed into an attractive riverfront drive through landscape and new pedestrian-friendly development. In this way, a roadway that once separated the city from the river becomes an asset to the adjoining neighborhoods.

O importante a se notar é que o Plano é para um trecho da cidade e não para toda a cidade e que nesse plano se chega na escala do projeto urbano. Torna-se então uma intervenção do arquiteto urbanista. Eu me pergunto porque aqui no Brasil os planos nunca chegam nessa escala e nesse sentido qual é o papel singular de um arquiteto no desenvolvimento dos planos urbanos? Não há algo errado com nossa atuação?

We have to note that the Plan is only for a part of the city and not comprehensive. Other thing is that the Plan admits the urban design scale. So that really is an architect and urban planning intervention. I ask me why, here in Brazil, the plans never admit that scale and in this sense what is the architect singular role in the making of urban plans? There are something wrong with our action, aren’t there?

Fonte / From: o livro/ the book New American Urbanism – re-formimg the Suburban Metropolis de /by John A. Dutton.

leia também: Charleston, South Carolina Develops New Preservation Plan

artigos do The Urban Earth relacionados: post on The Urban Earth related:

O Novo Urbanismo / The New urbanism

O Novo Urbanismo em Karow Nord – Alemanha / The New Urbanism in Karow Nord – GermanyHistoric Preservation Blog from PreservationDirectory.com - City of Charleston, preservation plan, growth management, urban planning

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s