alto2

O Metrô de São Paulo – a linha verde / the São Paulo subway – the green line


A Avenida Paulista é um ícone da cidade de São Paulo. É onde acontecem as várias comemorações, a festa da passagem do ano, as passeatas. E parar o trânsito da Avenida Paulista é parar uma boa parte da cidade. Por causa desse trânsito complicado, que não é de hoje, em 1974 a Avenida passou por uma remodelação, e foram desapropriados 10 m de cada lado da avenida para seu alargamento. Ela passou então a ter 48m de largura, com amplas calçadas e 3 pistas para carros em cada lado da Avenida. Foi feito um projeto paisagístico para a Avenida pela arquiteta e paisagista Rosa Kliass, e a avenida passou a ter o aspecto que manteve até alguns meses atrás, com sinalização especial e piso de mosaico português, quando se iniciaram as obras de remodelação de suas calçadas e canteiro central.

Foto da avenida nos anos 70 na esquina com Alameda Campinas

Foto do Album Iconográfico da Avenida Paulista de Benedito Lima de Toledo

As alterações que a avenida passou nos anos 70 e começo dos 80, com a destruição de vários casarões e a construção de vários edificios, a maioria sede de bancos, inspirou vários artistas, entre eles Eduardo Gudin que fez a música Paulista, e que já foi interpretada por várias cantoras brasileiras.

Na Paulista

os faróis vão abrir

e um milhão de estrelas

prontas para invadir

os jardins

onde a gente aqueceu

numa paixão

manhãs frias de abril.

Se a avenida

exilou seus casarões

quem reconstruiria

nossas ilusões?

Mas a avenida continuou em rápida mudança e o trânsito na Avenida Paulista só aumentou e em 1973 o metrô passou a considerar a linha verde uma prioridade. Mudanças no governo e a tumultuada construção do Trecho Leste da Linha 3 – Vermelha, que concentrava as discussões e as atenções, fizeram com que as várias alternativas da nova Linha 2 – Verde tivessem que aguardar dias melhores, que só chegaram em 1979, quando o desenvolvimento urbano exigiu a aceleração da expansão da rede metroviária. Assim, surgiu o projeto da Linha Vila Madalena-Vila Prudente, hoje denominada Linha 2-Verde, cujo trecho prioritário foi da estação Clínicas a estação Paraíso. Em 1982, o METRÔ anunciava o início dos processos de desapropriação e ocupação temporária da Paulista. Em 1985, o projeto passou por ajustes com o acréscimo de duas estações na direção Oeste: Vila Madalena e Sumaré.

este mapa foi feito quando houve uma feira de livros na Paulista, o que não está acontecendo mais.

O primeiro trecho da Linha 2 (então Ramal Paulista) foi inaugurado em 25 de janeiro de 1991, contando naquele momento com 2,9 km de extensão e 4 estações. No ano seguinte foram inauguradas as estações Ana Rosa e Clínicas, ampliando para 4,7 km. Em 1998, duas novas estações (Vila Madalena e Sumaré) foram concluídas, acrescentando mais 2,3 Km ao trecho. Em 2006 foram inauguradas as estações Chácara Klabin e Imigrantes, acrescentando-se 2,9 km entre Ana Rosa e Imigrantes, ficando com 9,9 km de extensão total. Em 2007 foi inaugurada a estação Alto do Ipiranga, completando o que existe hoje da linha verde. Estão previstas ainda duas estações a partir da do Alto do Ipiranga: Sacomã e Tamanduateí.Características das Estações

A estação Imigrantes é semi-elevada, com estruturas de concreto e metal que sustentam o teto da estação. A estação Sumaré é elevada e situada sobre um vale (sob o Viaduto Doutor Arnaldo), sendo as duas extremidades subterrâneas. Todas as demais estações são subterrâneas. A estação Paraíso e as estações entre Clínicas e Vila Madalena têm plataformas laterais. As demais têm apenas plataforma central. A Alto do Ipiranga é uma estação subterrânea, a mais profunda do trecho.

Futuramente a linha terá novas estações: Sacomã será uma estação semi-subterrânea com plataformas superficiais e a Tamanduateí será elevada, com estruturas de concreto misturado com metal, sustentando o teto em forma de arco.

Se, na superfície, a intenção do Metrô era ser o máximo possível invisível, nos subterrâneos, suas estações e trens foram invadidas pela cores quentes e frias que se alternavam nas cerâmicas das paredes, nos granitos dos pisos e pelas obras de artistas consagrados como Cícero Dias, Tomie Ohtake, Geraldo de Barros, Francisco Brennand e outros.

Estação Vila Madalena

Estação Sumaré

photo on website skyscrapercity

photo on website skyscrapercity

photo by Cecilia Lucchese

photo by Cecilia Lucchese

Estação Clínicas

photo by Cecilia Lucchese

Estação Consolação

photo by Cecilia Lucchese

Estação Trianon-Masp

photo by Cecilia Lucchese

photo by Cecilia Lucchese

photo by Cecilia Lucchese

cerâmica de Francisco Brennand

Estação Brigadeiro

photo by Luciano Vittoretti

Estação Paraíso

photo do blog eupodiaestarmatando

Estação Ana Rosa

photo on flickr by [.#43]Fabio Raphael

Estação Chácara Klabin

Estação Imigrantes

photo on Picasa by Antonio José

photo on picasa by Antonio José

photo on flickr by masterese

Estação Alto do Ipiranga

photo by Cecilia Lucchese

photo no blog meu mundinho rosa

photo by Cecilia Lucchese

photo by Adouri Antunes Barbosa

Painel “passagens” da artista plástica Ilka Lemos

photo no blog meu mundinho rosa

A cena central retratada por Ilka Lemos em “Passagens” é o “Monumento à Independência”, marco histórico do bairro, que foi inaugurado em 7 de setembro de 1922 para as comemorações do Centenário do Grito da Independência.

E por enquanto acabou a linha verde que é a linha com as mais bonitas estações do metrô paulista.

para saber mais:

O metrô de São Paulo

Foruns skyscraper.com

2 pensamentos sobre “O Metrô de São Paulo – a linha verde / the São Paulo subway – the green line

  1. Foi muito interessante participar da elaboração e da confecção do mural do metrô Alto do Ipiranga junto da artista plástica Ilka Lemos e do artista plástico e fotografo Alex Rezende. Creio que esse painel se tornará um marco na arte paulistana.
    William Duncan

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s