avenida-paulista

Parabéns São Paulo 455 anos


Amanhã, 25 de Janeiro, a cidade de São Paulo completa 455 anos. Para homenageá-la publico fotos da Avenida Paulista, um dos símbolos da cidade.

paulista-inauguracao Joaquim Eugênio de Lima inaugurou em 8 de Dezembro de 1891 a Avenida Paulista
o quadro de Jules Martin mostra as festividades de inauguração
(Acervo do Museu Paulista da Universidade de São Paulo)

foto do livro Álbum Iconográfico da Avenida Paulista de Benedito Lima de Toledoavenida paulista começo do século

Avenida Paulista inicío do século XX

foto no site Histórico Britânico

av-paulista-casaroes-1902casarões na Avenida Paulista em 1902

foto site da Sempla Prefeitura de São Paulo

av-paulista-1905Foto na mesma posição em 1905 mostra como já tinham aumentado os casarões

foto site da Sempla Prefeitura de São Paulo

bela-cintra-com-paulista-1911Esquina da Rua Bela Cintra com a Avenida Paulista olhando para o Paraíso

Foto de 1911 de Guilherme Gaensly

em Álbum Iconográfico da Avenida Paulista de Benedito Lima de Toledo

av-paulista_1928Avenida Paulista 1928, já congestionada

cartão postal disponível no site da Sempla Prefeitura de São Paulo

avenida-paulista-1935Vista aérea da Avenida Paulista do trecho que vai da Rua Minas Gerais à Rua Augusta

do lado direito, a grande construção é o Colégio São Luiz – ao fundo o bairro do Pacaembu

foto de 1935

em Álbum Iconográfico da Avenida Paulista de Benedito Lima de Toledo

A maioria dos casarões da Avenida Paulista foram derrubados, e no local onde a elite cafeeira paulista morou foram erguidos grandes edifícios, alguns mais antigos residenciais, a maioria comerciais, sedes dos bancos que atuam no país.

Na época dos casarões a Avenida Paulista era o local onde ocorriam os eventos sociais e esportivos , como a corrida de automóveis. O Trianon era o parque ingles da cidade, frequentado pelos moradores da avenida. Veja agora algumas fotos dos casarões, inclusive de alguns que permanecem, e do Trianon antes do alargamento da avenida (que ocorreu nos anos 60/70) e da construção do MASP. O escritório que mais fez projetos para a avenida foi o escritório de Ramos de Azevedo, que construiu algumas das casas que mostramos abaixo. Todas as fotos estão no Álbum Iconográfico da Avenida Paulista de Benedito Lima de Toledo.

paulista-ramos-de-azevedo

foto de 1921 da casa de Gabriela Dumont Villares que ficava na Avenida Paulista entre a Rua Minas Gerais e a Rua Augusta

projeto escritório Ramos de Azevedo

paulista-ramos-de-azevedo21foto de 1915 de outra casa projetada pelo escritório Ramos de Azevedo esta ficava na esquina da Rua Haddock Lobo com a Avenida Paulista e pertencia a José Cardoso de Almeida

casa-das-rosas-ramos-de-azevedoa Casa das Rosas, que foi preservada num acordo que a Prefeitura fez com o proprietário quando da construção do prédio que fica no mesmo terreno, era a casa de Ernesto Dias de Castro e também foi projeto do escritório Ramos de Azevedo  – a construção data de 1930 e esta foto é da década de 1970

colegio-rodrigues alveso Colégio Rodrigues Alves também é projeto do escritório Ramos de Azevedo, e fica na esquina da Rua Teixeira da Silva com a Avenida Paulista – esta foto é de 1919

paulista-antonio-fernandes-pintoEsta casa ainda está lá. Fica na Avenida Paulista entre as Ruas Padre João Manuel e Alameda Ministro Rocha Azevedo, foi a residencia de Joaquim Franco de Mello e foi construída em 1905 – o responsável pela obra foi Antônio Fernandes Pinto

paulista-augusto-friedEsta casa foi derrubada e só sobrou o terreno ainda com vegetação de porte. Ficava na esquina da Alameda Rocha Azevedo e era conhecida como Villa Fortunata. Foi um projeto de 1903 de Augusto Fried para o Alexandre Thiollier. Hoje a Prefeitura estuda fazer um parque público na área.

E o Parque Trianon? uma minúscula reserva de Mata Atlântica em plena Avenida Paulista, que mostra como era o planalto de Piratininga antes de nós derrubarmos tudo para construir essa São Paulo de barro, tijolo e concreto… Veja essas fotos.

trianonVista da Avenida sentido Paraíso a partir da esplanada do Trianon, local onde hoje é o MASP.

Foto de 1916

Durante a administração do prefeito Barão de Duprat (1910), foram adquiridos os terrenos do Parque Villon e do Belvedere Trianon – projeto de Ramos de Azevedo inaugurado em 1916 por Washington Luís. O Trianon com seu restaurante e confeitaria converteu-se no ponto de encontro da sociedade paulistana: bailes, homenagens políticas, carnaval e até o manifesto modernista. A partir dos anos 30 foi perdendo importância e lentamente foi sendo abandonado. Em 1951, abrigou o Pavilhão da I Bienal de São Paulo.

trianon-internoO pergolado do Parque – foto de 1925

O parque é uma área verde de 48.624 m2 remanescente da Mata Atlântica, no alto do Caaguaçu. Inaugurado em 1892 como Parque Villon, logo se transformou num elegante ponto de encontro paulistano. Nos anos 30, passou a se chamar Parque Tenente Siqueira Campos. As mais significativas intervenções foram as do arquiteto inglês Barry Parker e a de Burle Marx. Possui espécies nativas, diversas esculturas e foi tombado pelo Condephaat em 1982

corrida-de-automovel-trianonChegada em corrida de automóveis em 1924 em frente ao Parque Trianon

vista-do-trianonVista do centro da cidade a partir do Trianon (local onde hoje tem o vão do Masp)

foto de 1938

Nos anos 50 a avenida começou a mudar e no final dos anos 60 foi iniciado o alargamento da Avenida que fez com que as novas construções tivessem que recuar 10 metros em relação ao limite do lote. Foram tirados os bondes da Avenida e ela começou a adquirir a feição que tem hoje.

Nos anos 50 foram construídos os seguintes edifícios (fotos, a não ser que citada outra fonte, foram tiradas do site skyscraper onde foram postadas por RRC)

conjunto-nacionalConjunto Nacional – construído em 1956 é projeto de David Libeskind

648naesunidasEdifício Nações Unidas, construído em 1959 é projeto de Abelardo de Souza

painel-edificio-nacoes-unidasO edifício Nações Unidas tem um painel em azulejo do artista Clóvis Graciano

foto no Flickr de Luiz: São Paulo’s eyes

1196sainthonorEdifício Saint Honoré – construído em 1958 é projeto de Artacho Jurado

960pauliciaEdifício Paulicéia – construído em 1956 é projeto do escritório Aflalo & Gasperini Arquitetos e de Jacques Pillon

masp-pertoMASP – Museu de Arte Moderna de São Paulo

Com projeto de Lina Bo Bardi as obras se iniciaram em 1956 mas o museu só foi inaugurado em 1968

Nos anos 60 os edifícios comerciais começam a ser construídos na Avenida, que aos poucos vai se transpormar no grande eixo de negócios e bancário da cidade.

1938sulamericanoEdíficio Sul Americano, construído em 1962 tem projeto do escritório Rino Levi Arquitetos Associados

7265avenidaPalácio 5ª Avenida, construído em 1965 é projeto de Pedro Paulo de Mello Saraiva

E dos anos 70 em diante a avenida transforma-se no local dos grandes projetos de arquitetura, com edifícios que procuram se destacar uns dos outros, com projetos encomendados aos grandes escritórios paulistas.

torre-paulistaEdifício Torre Paulista construído em 1972

parque avenidaEm vermelho o Edíficio Parque Avenida, projeto de 1974 do escritório Aflalo & Gasperini Arquitetos

1313fiesppredio da Fiesp – construído em 1979 projeto do escritório Rino Levi Arquitetos Associados

1111citibank1Edificio do Citibank – construído em 1986 projeto de Croce, Aflalo & Gasperini

funcef-centerFuncef Center construído em 1987

149itaculturalEdifício Itaú Cultural, construído em 1992 projeto de Ernest Mange

Para saber mais sobre os edifícios da Avenida Paulista clique aqui

asp24_av_paulista

vista da avenida olhando no sentido Paraíso em seu aspecto atual

avenida-paulistaAvenida Paulista a noite mostrando o prédio do MASP á esquerda

28 pensamentos sobre “Parabéns São Paulo 455 anos

  1. meu Pai me levava para brincar todos os Domingos.Eu morava na Augusta,quase esquina com Jau.
    Iamos a pé.As vezes levava meu triciclo.Gostavas de ver os peixe so no laguinho,brincar na gangorra,
    No balanco,de ver as preguicas…

  2. Sou paulistana apaixonada, hoje distante de toda esta belezura! Adorei as fotos! Iniciativa maravilhosa! Espero encontrar mais demonstrações de carinho por São Paulo, como esta. São Paulo é a mola propulsora do progresso deste país e merece todas as homenagens e mimos que possamos lhe render! Parabéns são Paulo, parabéns Paulista. Em meus dias inspirados, caminhei por tua beleza única, desfrutando deste deleite com todo o amor de meu coração!

  3. amei tudo que vi e gostaria de morar na antiga residencia de Joaquim Franco de Mello, será que é possivel ???

  4. gostei das fotos antigas , so nao gostei oque aconteceu depois, a vista atual e horrivel . as pessoas conseguem destruir ate oque criaram , pobres humanos.

  5. Muito lindo seu blog. Homenagem a Av. Paulista a mais charmosa de São Paulo.
    Será q consigo com vc, cópia de fotos antigas?. Moro na Av Paulista, esquina com Haddock Lobo e queria muito de fazer alguns quadros para minha casa.
    obg

  6. Av. Paulista quanta lembraça boa,Em 1.959 Vim morar perto da Paulista, Alameda Itú passeios maravilhosos fizemos ao pq. Tianom como era lindo!………o melhor emprego te tive…o melhor patrão foi no edificio 5ª Avenida de 1973 a 1981 que saudades…….Av. Paulista linda parabéns pelo aniversário voce é um dos cartões postal do Brasil.que nossos governantes consiga protege-la dos vandalos´e desocupados. para conservar tua belezapara o futuro.

    Elvira M S

  7. Sou de Minas Gerais, tem uma ano que moro em São Paulo a uma ano e já aprendi a gostar, até demais, rsrsrsr, moro na rua da Consolação, próximo a av. Paulista, vou la sempre que posso..
    Legal a postagem!

  8. Eu adorei as imagens!!! É um acervo incível!!!!
    Mas eu concordo com o comentário da colega Rosa: aonde estão as fotos da av.Paulista dos anos 70?
    Mas mesmo assim parabéns, eu adorei,o seu trabalho está excelente!!!!!
    Muito bom!

  9. E onde estão as fotos da avenida nos anos 70, após a primeira grande reforma e as fotos da intervenção criminosa com a retirada do mosaico portugues ?

  10. Olá, parabéns pelo trabalho!
    Gostaria de destacar o ano do projeto e obra do Edifício Palácio 5ª Avenida, que é anterior ao Edíficio Sulamricano, de autoria do Arq Rino Levi.
    O Concurso é de 1957 e a obra foi concluída em 1959/60.
    Saudações,
    Pedro de Melo Saraiva

  11. Se compararmos as fotos de a cem anos atras da av Paulista com as de hoje, nos assustamos com a diferença, uma evolução interminavel, e uma destruição sem fim.Existe os dois lados belos da Avenida, o antes e o depois…o antes do que restou e o depois só o futura dirá…

  12. Como sou historiador com enfase em urbanismo e arquitetura historica, adorei as fotos da antiga avenida paulista com seus casaroes antigos maravilhosos, mas verdadeiramente detestei essa arquitetura de arranha ceus da decada de 50, que lastima os casaroes lindos terem sido destruidos, o que ficou é esse lixo que existe hoje, dá muita pena de ver o passado ser destruido dessa forma tão vil e covarde! tudo em nome dos interesses escusos de oportunistas insaciaveis por lucro!

  13. Eu estou realizando um trabalho sobre a Av. Paulista e seus bares!
    Como faço para ter acesso a informaçoes mais detalhadas?
    Alguem pode me ajudar?
    abraço

  14. eu amo fotos antigas,estou sempre buscando-as.Essas entao esta um show.Voce esta de parabens.Verdadeiras reliquias.Parabens!!!

  15. que lindo este ponto de vista!!!que lindo as pessoas de outros estados como essa gentil e sensivel professora do mato grosso do sul deixando a sua testemunhança…que aulas de educaçao e de cultura de nosso pais e dessa cidade que sò engrandece ainda mais o nosso pais!!! realmente sem palavras!!!! e a avenida paulista um grande orgulho pra todos nòs brasileiros!!!! parabens pelas fotos….

  16. Sou de Mato Grosso do Sul e professora na Universidade Federal de Mato Grosso do Sul, para ensinar sobre metrópole aos meus alunos na disciplina de Geografia Urbana, os levo a São Paulo, para entenderem a dinâmica sócio-espacial de uma metrópole global. visitamos diversos pontos e locais históricos, comerciais, lazer, etc.
    O ponto alto da visita é a Av. Paulista, durante o dia e a noite.
    São Paulo, se você não existisse teríamos que mandar fazê-la!

    Abç
    Edima Aranha – Profª Drª/UFMS

  17. Olá! Eu outra vez… Seu blog já faz parte dos meus favoritos. Não pare e permita-me acompanhá-la.

  18. Olá Cecilia, nasci em São Paulo no bairro Aclimação; Sou apaixonada por minha cidade, assim como você (me parece)… Quero parabenizá-la pelo lindo e inspirado trabalho sobre a Av. Paulista (para mim, uma jóia com valor incalculável). Também, muito apaixonada pela história do meu país e do mundo, não poderia deixar de observar e admirar as fotos das antigas construções (paixão à parte). Eu seria muito feliz se pudesse me dedicar a pesquisas deste tipo. Sem mais palavras: Parabéns! Muito bom trabalho!

  19. Amo São Paulo

    sou de Porto Velho
    mas familia do meu pai eh de SP

    bom demais estar ai

  20. Sao Paulo, Sao Paulo, bellissima e amada. Um eterno espetaculo de vida a Av. Paulista.

  21. Amei!
    Moro no exterior mas sempre fui apaixonada por SP.
    Amo, sinto saudade. Avenida Paulista e um estouro!

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s