vista da estação

Arquitetura Contemporânea – estação de trem em Amsterdã


bijlmer_station_1foto de Mark Humpreys

vista da estação

Foto de Arthur A no Flickr

A estação de trem Bijlmer ArenA está situada a sudeste da cidade de Amsterdã, na linha que liga a cidade a Utrecht. Ela é uma estação importante e movimentada. Em seu lado oeste existe um grande empreendimento comercial coroado com um novo estádio de futebol – o Amsterdã ArenA, e a leste há uma grande área residencial com um grande número de habitações sociais onde moram muitos dos imigrantes da cidade.

bijlmer_station_3acima foto de Mark Humpreys

biljmer_station_2jpg

A linha de trem dividia a área em duas, e a única passagem entre elas era uma escura e estreita passagem subterrânea, que não oferecia muita segurança. O projeto foi contratado ao consórcio formado pelos escritórios Grimshaw Architects e Arcadis Architecten, o primeiro londrino e o segundo holandês,  que propuseram a elevação das linhas de trem na estação.

biljmer_station_8

biljmer_station_7

As linhas foram ampliadas de 4 para 8, cada uma correndo por um viaduto suspenso no trecho da estação, e a parte inferior da estação ficou para recepção e para fazer a ligação entre os dois lados da cidade que margeiam a linha.

biljmer_station_5foto de Mark Humpreys

Como a estação teve que permanecer aberta durante toda a construção, inicialmente se construiu um único viaduto, e o trem foi desviado para lá, liberando-se o espaço inferior para as obras.

biljmer_station_4

A área inferior foi escavada para a construção dos pilares que sustentam os viadutos. Para que o espaço inferior não ficasse pequeno nem desse a idéia de confinamento, cada 20 metros de vão é suportado por uma única coluna, através de um sistema em v invertido de suporte.

interior da estaçãofoto de Merlijn Hoek no Flickr

Uma importante decisão de projeto foi a elaboração do telhado. Seu tratamento em cone, em telhas de vidro e madeira (pinus de Oregon), garantem claridade ao mesmo tempo que a madeira e o formato funcionam como absorvedores de som, garantindo um bom tratamento acústico.

vista do telhado

foto de remco.brinkhuis no Flickr

A área total construída: 6.500 m²

A obra foi terminada em 2007

Arquitetos da Grimshaw Architects
Gerente: Neven Sidor
Equipe:
Simon Moore
Ingrid Bille
Florian Eckhardt
Nick Grimshaw
Ben Heath
Ewan Jones
John Ridgett
Carl Shenton
Tim Schoenburg
Shoaib Rawat
Benny O’Looney
Giles Omezi

Arquitetos da Arcadis Architecten
Gerente:  Jan Schouten
Chefe da equipe de projeto: Jan Van Belkum
Equipe:
Luc Veeger
Harry Beertsen
Hans Van Weelden
Onur Buldac
Michael Van Der Kaaij
Arthur De Groot
Jos Delhez,
Christiaan Schmid

Engenheiro de Obra: Arcadis
Engenharia Estrutural: Arcadis
Engenheiro de Estradas: Arcadis
Topografia: Arcadis

para ler mais sobre o projeto clique aqui (em inglês)

3 pensamentos sobre “Arquitetura Contemporânea – estação de trem em Amsterdã

  1. Francamente? Não é bonita essa estação. Parece uma petição boba isso, “ser bonita”, mas as construções devem ser bonitas, pois assim devolvem ao homem algo que ele perdeu. É engenhosa, gera fotos cheias de linhas e claros e escuros, mas é feia, linear demais, e sua estética resume-se à sua engenhosidade.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s