Igreja da Anunciação interior

As igrejas de Frank Lloyd Wright


“Why not, then, build a temple, not to GOD in that way – more sentimental than sense – but build a temple to man, appropriate to his uses as a meeting place, in which to study man himself for his God’s sake? A modern meeting-house and good-time place.” (F. L. Wright, sobre o Templo Unity, no livro An Autobiography – 1932)

No meio dos muitos espaços que Frank Lloyd Wright concebeu em sua carreira, os espaços religiosos, para templos protestantes, judaicos e cristãos, são importantes edifícios de sua arquitetura. O mais conhecidos entre eles são o Templo Unity, construído entre 1905/08, em Oak Park, Illinois e a Sinangoga Beth Sholon, construído entre 1953/59 em Elkins Park, Pennsylvania. Mas estes dois edifícios são somente uma parte de vários edifícios construídos para a reunião de pessoas, em todo Estados Unidos.

A convivência de Wright com edifícios religiosos começou em sua infância. Seu pai era o Reverendo William Cary Wright. Os primeiros trabalhos de arquitetura religiosa em que Wright se envolveu foram a Capela Unity (1885/86), feita para a família de sua mãe em Spring Green, Wisconsin e a Igreja Todas as Almas (All Souls Church) (1885/86), feita para seu tio, o Reverendo Jenkin Lloyd Jones em Oakwood, um distrito ao lado sul de Chicago. O arquiteto desses dois templos foi Joseph Lyman Sislbee, o primeiro patrão de Wright. Eram templos pequenos, em escala residencial, e Unitários, em sua forma simples e não eclesiástica. Foi depois de seu trabalho no escritório de Louis Sullivan, em Chicago, que ele começou a fazer auditórios mais elaborados.

unity temple jose mauriceUnity Temple

Foto de Jose Maurice

O projeto do Templo Unity, em Oak Park, para uma congregação Universalista Unitária, tem reconhecidamente inspiração num projeto que Wright desenvolveu sobre a inspiração dos ensinamentos de Sullivan, o Abraham Lincoln Center de Chicago. O projeto do Templo Unity começou no verão de 1905, e não tinha a pretensão de ser realizado como uma igreja cristã, com uma nave em cruz grega. Ao invés disso, projetou um edifício com um auditório retangular, com galerias nas laterais e nos fundos, voltadas para um púlpito frontal.  É mais a expressão de um auditório de conferências, do que de uma igreja.

Unity Temple interiorUnity Temple – vista do púlpito e galerias laterais

Foto de David Heald

No templo existem 450 assentos, localizados em filas no piso em frente ao púlpito, e nas galerias – duas em cada lateral e fundos. O órgão faz o fundo da parede do púlpito.

397px-Unity_Temple_InteriorOutra vista do interior

Foto de Snurks

Já o exterior do templo, em linhas retas e uso do concreto, lembra mais os templos da antiguidade, como templos maias e japoneses, do que as igrejas medievais, que eram então a clássica arquitetura das igrejas protestantes. O templo é assim uma estrutura que faz da fé uma unidade, unindo crenças antigas e novas, e expressando segundo alguns estudiosos a própria crença religiosa do arquiteto. O templo Unity é um cubo, na proporção 1:1:1, que é a expressão da Unidade/Unity.

unity temple gerglemagUnity Temple

Foto de gerglemag

unity temple dimitri 76Vista lateral Unity Temple

Foto de Dimitri 76

unity temple mcyaDetalhe dos pilares da janela

Foto de mcya 1

Entre 1939/42 foi construída outra igreja de Frank Lloyd Wright, essa em Kansas City, Missouri, a Igreja Community Christian. Nas igrejas deste período, Wright usou de forma mais clara sua concepção de um auditório, e isto é muito claro nesta igreja. Nela, dizem que Wright apoiou o espírito democrático que era central para o Reverendo Burris Jenkins, seu idealizador, que havia se separado do grupo mais fechado “Discipulos de Cristo” para adotar uma política mais aberta de aceitação de novos membros. Jenkins recebia membros de todas as outras igrejas numa base de inteira igualdade, e sua igreja tornou-se de fato uma igreja comunitária. Esta política fez dela a maior congregação da cidade de Kansas. Quando o primitivo templo pegou fogo em 1939, Wright foi convidado para fazer um novo projeto, onde o auditório deveria ter uso múltiplo, como teatro ou cinema e como santuário, uma vez que a igreja querendo ser o centro da comunidade, promovia espetáculos teatrais e musicais e exibia filmes populares.

community crhistianIgreja Community Christian – Kansas City

Entre 1953/59 foi construída a Sinagoga Beth Sholon, em Elkins Park, um subúrbio ao norte de Philadelphia. Esse templo foi encomendado pelo rabino Mortimer J. Cohen, que era grande conhecedor de arquitetura religiosa, e queria um edifício que exprimisse sua visão moderna da função da religião.

synagogueDesenho de F. L. Wright para a Sinagoga Beth Sholon

Fundada na Philadelphia em 1918, e denominada Casa da Paz em homenagem ao armistício que terminou a 2ª Guerra Mundial, Beth Sholon era uma congregação conservadora judaica. Seu rabino, Cohen, fundou uma escola e um centro social em Elkins Park, e convenceu sua congregação a construir lá uma sinagoga. Elkins era admirador do trabalho de Wright, e levou a ele alguns desenhos que fizera para o novo templo, que foram a origem dos estudos de Wright. Segundo Cohen a nova sinagoga devia combinar o espírito moderno americano com o espírito antigo de Israel. O projeto de Wright é ao mesmo tempo futurista e medieval.

Frank_Lloyd_Wright_-_Beth_Sholom_Synagogue_lykantropSinagoga Beth Sholon – Philadelphia – vista da frente

Foto de lykantrop

A Sinagoga foi projetada numa forma simbólica. Ele procurou com a forma desta sinagoga fazer uma alusão ao Monte Sinai, que o rabino recomendara, ao mesmo tempo que as formas do telhado de vidro lembram o Torá, o livro sagrado dos judeus.

beth salomon synagogue“Os Torás” no telhado da sinagoga

Foto de Fantasy Amazing

ScannedImage-7Vista do santuário, com o púlpito à esquerda

Foto de Balthazar Korab

800px-Frank_Lloyd_Wright_-_Beth_Sholom_Synagogue_detalhe do telhadoDetalhe do telhado

Foto de lykantrop

Tão simbólica quanto esta sinagoga é o projeto para uma igreja católica ortodoxa grega, a Igreja da Anunciação, construída entre 1959 e 1961, em Wauwatosa, Wisconsin. Terminada depois da morte do arquiteto, o projeto contudo estava terminado antes disso. O projeto de Wright mostrava um edifício circular, inscrito num elemento como uma cruz grega, com quatro pilares estruturais, segurando a nave em forma de um vaso. O conjunto era fechado por um domo baixo, uma simples concha de concreto armado. Seu formato dialoga com a Igreja de Hagia Sophia, em Istambul, e que foi sugerida como elemento de inspiração para Wright.

greek orthodox gerglemagIgreja da Anunciação

Foto de Gerglemag

greek orthodox willzerbillz

Vista da porta de entrada

Foto de Willzerbillz

Igreja da Anunciação interiorinterior da Igreja da Anunciação

Foto da Fundação Frank Lloyd Wright

(fonte: Frank Lloyd Wright – from Whitin Outward – Ed. Guggenheim Museum)

Um pensamento sobre “As igrejas de Frank Lloyd Wright

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s